COVID-19: Após cobrança de Flávio Moreno, Governo de Alagoas compra testes e máscaras para distribuição à população

Com as constantes cobranças do Policial Federal Flávio Moreno ao Governo Renan Filho por aquisição e realização em massa de testes do vírus chinês, máscaras, álcool em gel, EPIs para profissionais da saúde e segurança, instalação de UTIs e leitos, além de medicação (cloroquina) para os contaminados, parece que o Governo do Estado vem acordando.

Foi anunciado (15/04) pelo Governo do Estado, via Secretário de Saúde, a compra de mais 20 mil testes PCR para a identificação de pacientes com covid-19.

Quanto as máscaras foi publicado no DO do Estado no dia 5/05, a aquisição de 1 milhão de máscaras de empreendedores locais.

A compra dos testes estão sendo realizadas em São Paulo, o quais devem chegar imediatamente.

Conforme anunciado por Flávio Moreno, o Governo Federal já disponibilizou mais de R$ 4 bilhões aos Estados e prefeituras para aquisição de testes, máscaras, álcool em gel, remédios e demais equipamentos para combater o vírus chinês.

Foi aprovado ainda ajuda emergencial do Governo Federal aos Estados e municípios de R$ 125 bilhões. O Governo do Estado receberá R$ 1 bilhão e a prefeitura de Maceió mais R$ 100 milhões.

O Governo do Estado e prefeituras com suas medidas restritivas vem deixando mais de 1,7 milhões de alagoanos que se encontram na extrema pobreza e baixa renda em situação calamitosa. A assistência social falha. Além disso, empresas e trabalhadores estão sem ter como garantir a sobrevivência dos negócios e da própria família.

O Governo Federal para amenizar a crise concedeu à 50 milhões de brasileiros ajuda humanitária de até R$ 1.200. Alagoas tem 927 mil famílias beneficiada. Flávio foi um dos primeiros a propor ao Presidente Bolsonaro essa ajuda humanitária às famílias, além da ajuda para empresas, em plano de salvação nacional, no dia 26/03. Na oportunidade, Moreno solicitou ainda ao Presidente Bolsonaro, a distribuição em todo território nacional de testes em massa, de máscaras, álcool em gel, EPIs para profissionais da saúde e segurança, instalação de UTIs, distribuição de cloroquina e remédios, dentre outras medidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here