Flávio Moreno: “Bolsonaro institui programa de dessalinização e purificação de água do Semiárido – Nordeste. Fomos atendidos mais uma vez”

O presidente Jair Bolsonaro destacou hoje (9), no Twitter, a publicação no Diário Oficial da União desta sexta-feira (8) da Portaria 888/2019, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que institui o Programa de Apresentação de Unidades de Dessalinização e Purificação de Águas Salobras e Salinas para Teste e Análise de Desempenho. Durante o período de transição, levamos essa demanda ao Presidente. Esse foi um dos 17 itens da pauta para o desenvolvimento do Nordeste que encaminhei e mais uma vez fomos atendidos, diz Flávio Moreno, Policial Federal, Presidente do PSL Alagoas.

Com essa ação o Governo Federal visa atender especialmente a população dos estados da região Nordeste: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, além do Norte do estado de Minas Gerais, totalizando uma extensão territorial de 1.127.953 km², distribuída em 1.262 municípios, no qual reside uma população estimada de 27.870.241 habitantes, menciona Flávio Moreno.

“Tal proposta surge para buscar soluções de dessalinização e purificação de águas salobras/salinas para que as populações do Semiárido Brasileiro possam conviver com as severas condições de seca”, comentou Bolsonaro.

Segundo a portaria, embora haja água disponível em grande parte do Semiárido Brasileiro, grande parte dela não é apropriada para o consumo humano e encontra limitações para aplicação em agropecuária familiar, dentre outros usos, por se tratar de água salobra.

Flávio Moreno apresentou proposta durante a transição para dessalinização e purificação da água para atender o Nordeste, conforme matéria: https://alagoasalerta.com.br/noticias/politica/flavio-moreno-se-reune-com-equipe-de-bolsonaro-e-apresenta-projetos-de-combate-a-corrupcao

Moreno cobrou ao Governo Bolsonaro soluções para por fim a “indústria da falta d’agua e seca” no agreste e sertão.

Flávio Moreno: “é preciso acabar com a indústria da falta d’agua no Agreste e Sertão, nem que para isso usemos as Forças Armadas para conclusão de obras paradas em Alagoas”

A ideia – diante dos vários métodos para dessalinização de água – é criar um cadastro para reunir todas essas informações em um único banco de dados. “Essa base de informações servirá para auxiliar o MCTIC a identificar todas as soluções tecnológicas disponíveis para dessalinização e purificação de água e as melhores aplicações de cada uma para, em momento futuro, aplicá-las na gestão de políticas públicas correlatas ao acesso à água potável, abastecimento e saneamento”, diz a portaria.

O documento também trata da implantação do Centro de Testes de Tecnologias de Dessalinização. A iniciativa do ministério tem o objetivo de oferecer suporte às políticas públicas de acesso à água de qualidade para o consumo humano e para outras pequenas atividades de subsistência associadas, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais, na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização/purificação de águas salobras/salinas, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais, sociedade civil e iniciativa privada.

O centro vai testar, analisar e avaliar o desempenho de sistemas comercializáveis de dessalinização/purificação de águas salobras/salinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here